Arquivos mensais

fevereiro 2019

O que é Tabela Fipe? Entenda sua importância na revenda de carros

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Você sabe o que é Tabela Fipe? Sabe da sua importância na hora de vender um carro ou contratar um seguro? Se não, leia nosso texto e conheça sua utilidade!

O que é tabela Fipe - Peugeot 3008

Foto: Peugeot

Revender ou contratar um seguro para seu carro – seja ele seminovo ou usado – implica em saber o que é Tabela Fipe. Afinal, além de não ser uma tarefa fácil, esse processo exige muita pesquisa e envolve questões sobre os preços que precisam ser estudadas.

Por sorte, para auxiliar os compradores e vendedores nessa tarefa, existe a Tabela Fipe. Mas o que é Tabela Fipe? Vamos explicar: ela é um parâmetro utilizado na hora de negociar valores de automóveis seminovos, assim como contratação de seguros.

Apesar de parecer confuso, não há muito segredo para entender como ela funciona. Por isso, para tirar suas dúvidas, explicamos neste texto o que é essa tabela e qual a sua importância na revenda de carros. Acompanhe!

 

O que é Tabela Fipe?

É um índice baseado na coleta de dados de veículos por todo o país. Sejam carros, motos ou caminhões, os pesquisadores – em posse dos valores dos dados apurados em visitas a concessionárias e lojas de seminovos – descartam os valores mais altos e baixos obtidos durante a coleta de dados. Com isso, uma média de preço é calculada para cada marca e modelo de veículo pesquisado.

Esse parâmetro é utilizado e divulgado em todo o mercado nacional. Produzido a partir da coleta de dados colhidos em 24 estados, a pesquisa recebe mais de 125 mil cotações de 320 estabelecimentos. Além disso, a tabela Fipe é atualizada mensalmente, por isso serve como referência na hora de revender um veículo ou contratar seguros.

 

Como surgiu?

Criada em 1973, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) tem como objetivo produzir estatísticas para a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEA/USP. Atualmente, a instituição presta serviços para o governo e empresas privadas através de seu principal produto: a Tabela Fipe.

A tabela apura os preços de veículos para o segmento de carros e utilitários fabricados a partir de 1985. Para caminhões e micro-ônibus, os modelos avaliados são os produzidos a partir de 1981. Já para motos, triciclos e quadriciclos, a amostragem considera os que foram feitos a partir de 1990.

 

Como Funciona?

Com os veículos de quilometragem zero, é apurado o preço médio das versões básicas, com itens opcionais, intermediárias e completas. Entretanto, algumas variáveis são consideradas na hora de negociar um carro com base na Tabela Fipe. Tais quesitos elevam ou diminuem o valor do veículo. Veja os principais:

  • Quantidade de quilômetros rodados;
  • Estado do veículo;
  • Cor do veículo;
  • Itens opcionais: bancos de couro, teto solar, computador de bordo, entre outros.

Exceções

O cálculo da tabela Fipe descarta os veículos vendidos para frotistas, órgãos governamentais, que passaram por processo de blindagem ou são personalizados com conversão de motor – a exemplo de  ambulâncias – além de automóveis customizados.

Ademais, os carros importados de forma independente, sobretudo os de marcas não consolidadas no mercado, também são desconsiderados pela tabela.

Entretanto, é importante ressaltar que seu uso não é obrigatório na hora de revender. Afinal, cada empresa utiliza regras específicas em relação aos preços praticados. O que é avaliado, principalmente, é a situação atual do carro. Por esse motivo, por mais que exista a tabela, ela é usada apenas como norte na hora de precificar os modelos.

Renova Peugeot

Para quem troca de modelo após um certo período ou quer garantir uma boa revenda, pode aderir ao programa Renova Peugeot. Considerado o melhor plano de fidelização e recompra do mercado, nele, o cliente obtém contratualmente a garantia de recompra e valorização do seu Peugeot.

Você poderá, em 30 meses, trocar seu carro por um zero quilômetro. Isso porque a rede de concessionárias se compromete a receber o veículos adquiridos através desse plano, na troca de um veiculo novo, por até 85% do preço avaliado pela tabela FIPE.

Entendeu como a Tabela Fipe funciona? Para saber a média de preço de cada veículo, basta acessar o site da Fipe clicando aqui e fazer uma busca pelo automóvel que se deseja adquirir ou vender.


Ademais, aproveite para conferir nosso post sobre valorização de carros para saber como deixá-lo mais atrativo na hora de revender! Por fim, se cadastre em nossa newsletter pelo formulário aí em cima para receber novidades e promoções da La Cité Peugeot.

Valorização de carros: como tornar seu veículo mais atrativo na hora do repasse

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Tornar o carro atrativo para venda pode ser impossível se você não tomar alguns cuidados. Confira dicas de valorização de carros e deixe seu veículo mais rentável

Não é só na hora de comprar um automóvel que se deve ficar atento à valorização de carros. Afinal, um carro bem conservado vale mais, mas não é só isso que irá torná-lo um bom negócio para o futuro comprador.

É preciso entender que pequenos detalhes fazem muita diferença nessa hora. Além disso, que certos cuidados devem ser tomados durante todo o período de uso do carro, não apenas quando você quiser trocar de automóvel.

Afinal, quanto melhor o veículo estiver, mais ele valerá. Por isso, no texto de hoje, listamos alguns cuidados que você precisa tomar caso deseje que seu carro seja vendido rápido e por um bom valor. Com essas dicas de valorização do veículo, você conseguirá vendê-lo com facilidade. Aprenda a tornar seu automóvel seminovo um excelente cartão de visita!

 

Revisões obrigatórias e programadas

Foto: Reprodução

Fazer manutenções periódicas no carro é fundamental para quem deseja revendê-lo. Afinal, é altamente recomendado que as revisões sejam feitas a cada 10 mil quilômetros rodados ou um ano de uso. Porém, além de fazê-las, guarde todos os comprovantes e os apresente durante a negociação. Só dessa forma você passa confiança para o vendedor e valoriza seu veículo.

 

Item opcional é um diferencial

Sabe aquele trio elétrico que você preferiu não incluir na hora da compra do carro? Eles fazem muita diferença na hora de revendê-lo. Afinal, ninguém hoje em dia utiliza manivela para descer o vidro, certo? Sobre os alarmes então, nem se fala. Por isso, preze por esses itens na hora da compra.

 

Incrementos só de fábrica

Se não deu pra acrescentar o teto solar ou o computador de bordo que você queria em seucarro, não faça esse incremento em outro local que não seja a fábrica da concessionária.

Além de o resultado não ficar esteticamente parecido com o que você obtém com a fabricante, podem ocorrer problemas que irão desvalorizar muito o seu carro. Ainda há o perigo de o veículo ser prejudicado em quesitos como sustentação e ergonomia.

 

Detalhes na valorização de carros

Você deve saber que a apresentação do carro conta muito na hora de vender. E isso vale, inclusive, para pequenos detalhes, como os frisos e logos do veículo. Afinal, não ter esses itens no automóvel dá a impressão de que ele sofreu batidas ou acidentes e foi consertado sem capricho.

Você não vai querer que isso aconteça. Se os compradores em potencial percebem esses detalhes (e eles sempre percebem) pode ser que a venda seja perdida. Por via das dúvidas, é melhor manter os cuidados com o carro e, caso ocorra alguma batida, levar para a concessionária e substituir o que foi danificado por peças originais.

Além disso, itens como a chave reserva do veículo e o manual do proprietário também são itens que, caso estejam bem conservados, mostram a preocupação do dono do carro com seu bem.

 

Pneus e faróis

Valorização de carros - Pneu de carro Peugeot

Foto: Reprodução

 

Os pneus também são observados na hora da venda. Por isso, quando for trocá-los, dê preferência aos originais, fabricados pela própria marca. O mesmo vale para os faróis: se eles não forem originais, a integridade do carro será questionada.

O barato sai caro, e no caso dos faróis, pode lhe custar R$ 500 ou mais. Portanto, o ideal é que quando o automóvel precisar de conserto, ele seja encaminhado para a assistência técnica especializada.

 

Cuidados com o interior

Valorização de carros - limpeza e conservação de automóvel

Foto: Reprodução

De nada adianta prezar pelo cuidado na parte externa do veículo se, ao entrar, ele se encontra mal cuidado. Afinal, carro sujo por dentro é sinônimo de descuido. Por isso, tenha muito cuidado com manchas nos estofados e faça de tudo para mantê-lo limpo.

Se a película insulfilm estiver caindo troque-a por outra, leve-o a um lava jato sempre que for preciso ou ao menos uma vez ao mês e evite comer dentro do veículo. O desleixo também contribui para a não valorização de carros.

 

Onde vender?

Valorização de carros - Concessionária Peugeot

Foto: Reprodução

Por fim, escolha bem onde revender. Para os carros da Peugeot, por exemplo, existe o Renova Peugeot. Nesse modelo de financiamento, o cliente dá 30% de entrada num financiamento pelo Banco Peugeot e, a partir do trigésimo mês de uso, a concessionária paga 85% da valorização de carros praticada pela Tabela Fipe, caso o cliente deseje trocar seu carro.


Viu que cuidar bem de seu carro é fundamental para ter um bom retorno? Caso você tenha se interessado pelo programa Renova Peugeot, agende um Emotion Drive na La Cité e sinta a experiência premium de dirigir um Peugeot. Além disso, para receber mais dicas como essa, assine nossa newsletter e receba nossas novidades e promoções!