Categoria

Novidades

Direção defensiva

5 dicas valiosas de direção defensiva para evitar acidentes graves

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Andar prevenido é sempre bom não é mesmo? Principalmente no trânsito, onde as surpresas podem vir quando você menos espera. Segundo o Ministério da Saúde, numa pesquisa realizada entre 2010 e 2018, foi constatado que 31% dos óbitos por acidentes acontecem com ocupantes de automóveis. Pensando nisso, vamos falar sobre direção defensiva!

Alguns cuidados devem ser essenciais na hora de pegar a estrada, seja para viagens ou programas pessoais. Sendo assim, resolvemos escrever esse post listando 5 dicas valiosas de direção defensiva. Nesse tipo de direção, o motorista deve visar a segurança em primeiro lugar. Dessa forma, é possível evitar acidentes e outros tipos de problema.

Mantenha a calma

Para dirigir com segurança, além da atenção que é extremamente importante, também é necessário manter a calma. Afinal, o nervosismo diante de algumas situações poderá tirar seu foco no trânsito. Isso pode acontecer tanto com motoristas novatos quanto com os mais experientes.

Para os novatos, a insegurança das primeiras vezes pode ser um grande inimigo em relação a manter a calma. Já para os mais experientes, o trânsito pode ser uma situação totalmente estressante. Afinal, os engarrafamentos e longas distâncias até o destino final estressa qualquer um.

Ainda assim, procure maneiras de relaxar em meio a essas situações, pois perder a calma em algumas delas pode ser muito perigoso.

Busque conhecimento

Assim como o nosso cotidiano, as regras também mudam, afinal, elas devem acompanhar o ritmo em que a sociedade avança. Dessa forma, é recomendado estar atualizado sobre as atualizações das normas preventivas. Elas não só podem te ajudar a não cometer infrações, como também podem ser um guia para andar sem infringir a legislação.

Respeite as placas

No começo da trajetória do condutor, ele aprende a entender e respeitar todas as sinalizações e leis de trânsito. No entanto, com o passar do tempo, acaba adquirindo alguns vícios que não seguem as normas de trânsito. São os chamados vícios de direção, que podem oferecer riscos não só para o seu carro, como também para você.

Cheque os freios

Todos sabem que manter os freios em boas condições é essencial para que se possa dirigir em segurança. Sendo assim, não brinque com a sorte! Não só os freios mas todo o veículo precisa de manutenções periódicas, e no caso dos freios, é sempre bom estar atento. Afinal, eles acabam tendo um grande desgaste com o tempo, e dependendo da sua utilização, podem ter vida útil menor que a esperada.

Para evitar que isso aconteça, o ideal é não fazer freadas bruscas. Não só em dias ensolarados, mas principalmente em épocas chuvosas e pistas molhadas. Afinal, o risco de andar com os freios comprometidos e acabar resultando em acidentes é alto.

Saiba a hora de agir!

Os cinco elementos da direção defensiva são: o conhecimento, a atenção, previsão, decisão e habilidade. Como já citamos os dois primeiros acima, vamos explanar os últimos três elementos. A previsão, assim como no caso de revisar os freios e estar atento às manutenções, procura prever imprevistos no trânsito a fim de evitá-los.

Quanto a decisão e habilidade, assim como o critério da calma, estão relacionados a reação do motoristas diante de situações de risco. Com a decisão, você saberá lidar com imprevistos, buscando resolver sempre da melhor maneira e do modo mais prático. Já com a habilidade, o motorista se sentirá seguro em suas ações devido a prática.

 

Viu só? Agora você já sabe quais medidas deve tomar para colocar em prática a direção defensiva. Caso queira conferir outras dicas, assuntos do universo automobilístico, além de novidades da Peugeot, confira nosso blog!

Como estacionar com segurança: dicas simples e práticas

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Assim como tudo que pretende ser aprimorado, as táticas aprender como estacionar com segurança se conseguem no treino, no dia-a-dia. Por mais extenso que seja seu conhecimento na teoria, você só consegue dominar alguma coisa na prática. Então o primeiro passo é perder o medo e partir para a ação. Só assim você aprenderá como estacionar com segurança. Não é errado pedir ajuda nessa fase, afinal, as pessoas devem saber que você está aprendendo.

Entre os principais receios de quem começa a dirigir está o medo em transitar nas ruas para evitar batidas ou não ter que lidar com a impaciência de motoristas experientes, o medo de se perder por não conhecer bem os destinos e também o de como estacionar com segurança.

Entretanto, até mesmo motorista experientes podem se complicar na hora de estacionar um carro com segurança. Por isso, nesse post você verá algumas dicas de como estacionar com segurança, sem receios ou problemas. Além disso, também trazemos alguns toques que podem te ajudar com outras situações, confira!

 

Manobre com cuidado

Como estacionar com segurança - estacionamento privativo

Foto: Reprodução

A baliza exige muita atenção e cuidado da sua parte, mas não tem nenhum grande mistério nem algo que te impeça de conseguir. O tipo da vaga vai te indicar qual a melhor forma de estacionar sem danificar o seu veículo e o que estiver no entorno dele.

As mais comuns são as vagas inclinadas ou em 90°. Elas estão presentes em estacionamentos, shopping e supermercados. Entretanto, nessas últimas você precisa ter cuidado com os retrovisores, mas não é nada muito complicado. Elas são simples e tranquilas para entrar.

Já as vagas paralelas exigem balizas, mas nem por isso você precisa travar! Continue mantendo a calma e fique atento aos componentes do carro para não danificar e quebrar nenhuma das partes.

 

Facilite a manobra

Hoje em dia o motorista pode contar com diversos acessórios para auxiliá-lo no processo de estacionar. Por isso, câmeras de ré e sensores de distância podem tornar sua manobra muito mais simples, pois ampliam o seu campo de visão.

Apenas tome cuidado com equipamentos que não são originais de fábrica, pois eles podem comprometer a qualidade e a garantia do seu veículo. O recomendado é procurar a assistência autorizada da marca.

 

Fique atento a sinalização

Esse ponto você pode dominar com a teoria, pois é extremamente importante estar atento às sinalizações. Afinal, as vagas especiais e placas de proibido estacionar, por exemplo, precisam ser rigorosamente respeitadas. Caso isso não seja seguido, você fica sujeito a multas e até a ter o seu carro guinchado.

Entretanto, além dessas já citadas, existem também sinalização para vagas temporárias. Nesse caso, esteja atento ao horário de permissão do estacionamento e ao pagamento das taxas definidas pelo local.

 

Afinal, como estacionar com segurança?

As ruas podem oferecer diversos perigos para o seu veículo. Além de ser furtado, ele pode ser danificado por outros condutores. Nesses casos, dê preferência aos estacionamentos, mesmo que você esteja no local com frequência.

Por isso, não deixe seu veículo em lugares pouco movimentados. Isso pode ser um risco para ele e até mesmo para você ao se aproximar em determinados horários. Ademais, durante a noite procure locais com boa iluminação, pois o escuro também se torna um grande fator de risco.

 

Mantenha a calma, vai dar tudo certo!

Por último e não menos importante, tenha calma! Ninguém nasce sabendo e você não seria o primeiro. Com tempo e prática você vai ter mais facilidade para fazer qualquer tipo de manobra e para lidar com qualquer situação adversa que porventura possa surgir.

Espero que esse post tenha te ajudado a ter mais segurança e, que de agora em diante, você parta para a ação sem medo ou nervosismos. Caso tenha gostado, confira outras dicas como essa em nosso blog e não fique de fora das novidades da Peugeot!

Motor THP, da Peugeot

Motor THP: entenda como ele funciona e quais são seus diferenciais

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Criado para unir tecnologia e manutenção econômica, o motor THP se tornou um sucesso entre veículos das mais diversas categorias. Afinal, a tecnologia aplicada no modelo faz com que seu componente apresente mais eficiência e um ótimo desempenho nas pistas. Além disso, é considerado como um dos melhores propulsores disponíveis no mercado mundial.

Abaixo te explicaremos como funciona o Motor THP e o que faz dele um diferencial entre os demais modelos de outras categorias. Um ótimo motivo para considerar investir em um Peugeot especialmente nessa nova temporada da marca.

 

O porquê de tanto sucesso

Ele é composto por 16 válvulas com comando de admissão variável e foi pensado com o objetivo de reduzir o atrito no motor. Isso, consequentemente, também na redução da emissão de poluentes e contribui para a economia de combustível.

O primeiro modelo da Peugeot a receber esse tipo de motor foi o Peugeot 3008, pois ele apresentava alta potência e baixa quantidade de cilindradas. Pelo bom desempenho, a Peugeot resolveu equipar também outros modelos da marca: 308CC, 408, 508, RCZ e 308 Feline.

Devido a alta performance do motor, a Citroën também aderiu ao modelo e aplicou em alguns de seus carros, como o Novo SUV Citroën C4 Cactus e Citroën C4 Lounge.

 

O que é o motor THP?

Motor THP está presente no Peugeot 3008

Foto: Peugeot / Reprodução

 

Altamente eficiente e turbinado, ele vai além de agregar valor ao conjunto de cada modelo. Ele também oferece a todos os veículos em que é equipado torque e boa potência. Afinal, o motor conta com diversos sensores para conseguir o bom desempenho. Sensores de pressão de gasolina, de pressão de admissão de ar, de denotação do motor e de rotação são alguns. Além disso, sensores de fase e medição do nível de óleo também podem ser encontrados no THP.

Isso porque ele o motor THP foi elaborado com a união de diversas soluções de engenharia que foram aplicadas no projeto. Além disso, a peça ganhou um complexo gerenciamento eletrônico que contribui para aumentar ao máximo a economia de combustível sem perder a eficiência.

Para que isso fosse possível, foram aplicadas estratégias de injeção e pilotagem de elementos, como uma bomba que integra o componente e um turbo.

 

Como o motor THP funciona?

Motor THP está presente no Peugeot 3008

Foto: Peugeot 3008 / Reprodução

Exemplificando em números como o motor THP funciona, o motor 1.6 de quatro cilindros chega a até 173 cv de potência. Além disso, vai a 6.000 rotações por minuto (RPM) com um torque de 24,5 kgfm a 1.400 rpm. Isso faz com que a economia de combustível esteja bem acima do que o propulsor é capaz.

Para entender melhor como cada peça funciona e saber quando algum problema acontecer, você pode se aprofundar em como cada peça funciona em específico. Mas se ainda assim as dúvidas permanecerem, a recomendação é entrar em contato com a concessionária representante da Peugeot na sua região. Desse modo, a equipe poderá inclusive te mostrar na prática como todo o processo ocorre.

Compartilhe esse artigo com quem também deseja economizar combustível sem perder performance no veículo. Além disso, veja a matéria que fizemos sobre o Peugeot i-cockpit. O paniel é considerado a revolução em ergonomia e experiência do condutor. Por conta disso, tem conquistado a aceitação do mercado. Se ainda não conhece, chegou a hora de descobrir um novo modelo de dirigibilidade!


Quer estar por dentro de outras novidades tecnológicas da Peugeot? Basta ficar de olho em  nosso site. Sempre tem um post novo para tirar suas dúvidas e te dar ótimas dicas!

Pós-venda Peugeot: conheça os benefícios do programa Peugeot Total Care

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Você já conhece as vantagens do Peugeot Total Care, o programa de pós-venda Peugeot? Ele já vem sendo promovido há dois anos, com nova política e focado em atender melhor e atingir a satisfação daquele que cresce junto conosco: você!

São dez compromissos que, juntos, influenciam diretamente na experiência do consumidor com seu Peugeot zero. Isso porque eles garantem a excelência na prestação do serviço por meio do respeito ao seu tempo. Além disso, também se preocupam com a total transparência e o cuidado especial que você e seu veículo merecem.

No post abaixo você vai conferir que compromissos são esses e as vantagens do Peugeot Total Care:

 

Revisões agendadas

No serviço de pós-venda Peugeot, a revisão agendada deve garantir a entrega do seu veículo dentro de 24h. Caso esse prazo não seja respeitado, você não precisará pagar pela revisão. Com isso, reforçamos a seriedade do acordo feito com o cliente e procura garantir a eficiência no seu suporte.

 

Respeito ao valor da fatura

Aqui nós garantimos o valor do seu orçamento. Mesmo em casos onde haja a necessidade de serviços adicionais, se o valor da revisão ou de qualquer reparo for maior do que o que consta no seu orçamento inicial, a Peugeot se responsabiliza pela diferença de valores e assume a divergência, reembolsando o cliente.

 

Transparência nos preços das revisões com preço fixo

Cumprimos o que divulgamos! Caso a fatura do cliente esteja diferente do que foi estipulado no preço fixo, a Peugeot se responsabiliza em reembolsá-lo. No caso de serviços de intervenção ou reparos adicionais aos itens normais de revisão, os valores serão negociados com cada concessionária.

 

Pós-venda Peugeot e seu controle de qualidade

Todos os veículos que passarem pelas oficinas da pós-venda Peugeot só serão liberados após uma minuciosa inspeção de qualidade. Ela será realizada por técnicos devidamente treinados e totalmente dedicados a atender todos os requisitos necessários para que seu veículo esteja 100% apto, dentro dos padrões de reparo da marca.

 

Todas as peças substituídas são apresentadas na entrega

Com o propósito de fazer com que nossos clientes estejam seguros com a marca na qual depositaram a sua confiança, o programa Peugeot Total Care se diferencia por se fazer totalmente presente nas horas mais importantes.

Por isso, em caso de qualquer serviço ou revisão, as peças substituídas serão apresentadas ao cliente para comprovação de substituição. As peças dentro da garantia também seguem esse procedimento. Porém, serão devolvidas à fábrica.

 

Entrega de seu veículo na data e na hora marcada

Pós-venda peugeot: entrega de chaves

Foto: Reprodução

Em serviços de intervenção e reparos adicionais aos itens normais de revisão, a Peugeot se compromete a entregar seu veículo dentro do prazo estabelecido na negociação com o cliente.

Esse compromisso só não se aplica no caso de procedimentos que requeiram intervenção de terceiros, como seguradoras.

 

Entregamos seu veículo lavado após a revisão

A lavagem envolve limpeza da carroceria e aspiração interna. Também pode ocorrer lavagem a seco em cidades onde houver racionamento de água. O tempo de lavagem pode variar e o prazo de entrega deve ser negociado com o consultor do serviço.

 

Emprestamos outro veículo Peugeot até o seu ficar pronto

Caso o reparo do seu veículo necessite de mais de 4 dias úteis, nós disponibilizamos outro carro da marca para que você possa usar até a entrega do seu automóvel. O empréstimo é gratuito e acontece mediante a assinatura do termo de comodato, com os prazos de retirada e entrega estipulados pela concessionária.  

 

Serviço de reboque gratuito

Em casos de pane, a Peugeot oferece reboque gratuito, 24h por dia, durante 8 anos. Isso é feito mesmo que o veículo não esteja dentro da garantia e não possua todas as revisões periódicas realizadas.

Após o reboque, ele será direcionado a uma concessionária Peugeot, onde você receberá o orçamento do reparo, que poderá ser aprovado ou não.  

O tempo de manutenção dependerá da causa da pane e de acordo com os prazos naturais dos serviços e reparos. Além disso, é claro, da disponibilidade da concessionária. Tudo isso é feito mediante a aprovação do cliente e a ciência do tempo necessário para o conserto.

 

Acione o SAC Peugeot em caso de descumprimento de qualquer serviço

Havendo qualquer descumprimento de prazo e compromisso, você também pode entrar em contato através do nosso Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) pelo telefone 0800 703 2424.

Além disso, o SAC está disponível de segunda a sexta, das 8h às 20h (exceto feriados). Ele conta com uma equipe totalmente preparada para atender com o máximo de dedicação possível.

Viu só? Com total transparência e com foco voltado para a melhoria no seu atendimento, o pós-venda Peugeot vem inovando e se renovando. Tudo isso para conseguir sua total satisfação.


Você também pode conferir as vantagens do Total Care Pro e do Peugeot Profissional Center, voltados para os compromissos com o seu negócio. Ademais, fique atento também ao plano de fidelização e valorização com a intenção de garantir a recompra do seu automóvel, o Renova Peugeot!

Entendendo a CNH especial: o que é, quem tem direito e como tirar

Por | Novidades | Nenhum Comentário
CNH especial

Foto: reprodução

A CNH especial é a Carteira Nacional de Habilitação, ou carteira de motorista como é popularmente conhecida, para portadores de deficiência e pessoas com mobilidade reduzida. Ou seja, doenças que afetam a capacidade de dirigir dos condutores.

É importante que as pessoas estejam atentas a quais doenças são essas. Afinal, sem a CNH especial, mesmo os portadores dessas patologias (físicas, sensoriais e intelectuais) podem ser multados e até mesmo ter o direito de dirigir suspenso.

Com o porte desse documento, as adaptações e necessidades do condutor são descritas. Assim você recebe o direito a alguns benefícios como descontos na hora de comprar um veículo por exemplo. Deficiência física, deficiência visual, deficiência intelectual e autismo são exemplos das doenças que garantem a isenção de PCD (Pessoas Com Deficiência).

Quais são os critérios para conseguir os benefícios?

  • Tirar ou fazer a alteração da carteira de habilitação;

  • Requisitar a isenção de IPI;

  • Escolher o carro;

  • Requerer a isenção do ICMS por meio de carta;

  • Isenções de IPVA e rodízio e cartão para estacionar em vagas para deficiente.

Como tirar a CNH especial

Seguindo o mesmo processo de retirada de qualquer tipo de documento. No entanto, a diferença é que o condutor deve passar por um exame físico e psicotécnico minucioso realizados pelo Detran do estado. Inclusive, no site do Detran é disponibilizada uma lista de clínicas autorizadas pelo órgão para esses procedimentos.

Ademais, logo depois de passar pela aprovação dos médicos, ele precisará passar pelas aulas da autoescola também da mesma forma do processo tradicional. Porém, deverá ser acompanhado por um médico durante todo percurso para que seja avaliado se o veículo atende às necessidades do condutor.

Documentos necessários

  • Carteira de identidade (RG);

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);

  • Comprovante original de endereço (Conta de luz, água, telefone, celular e banco);

  • Duas fotos 3×4 coloridas com fundo branco.

Restrições

No campo de observações da carteira, todas as restrições são identificadas por letras que vão de A a Z. Cada uma tem um significado específico. Além disso, elas indicam o que é necessário para que que o condutor possa dirigir com segurança nas condições da deficiência apresentada.

Entretanto, as letras A, B e X por exemplo, não dão direito a isenção para a compra de um carro, então é importante estar por dentro do que cada letra representa. Antes a restrição era descrita por extenso, o que facilitava o entendimento para qualquer pessoa. No entanto, a indicação passou a vir em forma de código devido a uma alteração na lei.

Vale lembrar que não só o condutor que possui deficiência tem direito a esses benefícios, como também quem possui um representante legal que possa conduzir o veículo em seu lugar pode usufruir do direito.

Apenas no caso da total incapacidade de mobilidade, a retirada da CNH especial é impedida. Em casos que possam comprometer a própria segurança como também a segurança dos outros condutores e dos pedestres.


Então, passou a entender melhor os detalhes da CNH especial? Você também pode conferir as ofertas exclusivas para portadores de deficiência que a Peugeot oferece.

Segurança no trânsito: 8 dicas de como evitar assaltos e sequestros

Por | Novidades | Nenhum Comentário

A segurança em qualquer lugar é um assunto pertinente, e a pauta da vez é a segurança no trânsito! Acidentes e assaltos estão entre os maiores receios dos motoristas atualmente. Isso é resultado do constante crescimento da violência e dos descuidos no trânsito.

Embora esses problemas estejam além do nosso alcance e prevenção, não custa nada tomar cuidado. Por isso, listamos a seguir dicas simples, mas importantes, que podem te ajudar a se precaver e evitar situações como essas. Portanto fique atento!

 

Previna acidentes

  • Use o cinto de segurança: O cinto deve ser sua prioridade quando se pensa em segurança no trânsito, antes mesmo de ligar o carro. Dessa forma você evita esquecer e por consequência não utilizar o cinto. Ele pode prevenir danos sérios em acidentes e ainda te salva de uma multa!
  • Manutenção em dia: Se certifique de que o seu veículo está em bom estado, calibre os pneus de forma correta e fique atento ao período da sua troca de óleo. Esses são cuidados básicos que você deve se acostumar a ter. Além disso, conheça o seu carro e evite surpresas indesejáveis!
  • Esteja vigilante com os outros. Afinal, a sua segurança no trânsito também depende dele! Isso pode te ajudar a escapar de acidentes mesmo quando você não é responsável pelo erro. Além disso, a regra geral é que os veículos maiores cuidem dos menores e que todos cuidem dos pedestres, então atenção redobrada!
  • Respeite as regras básicas: sinalização, velocidade, cuidado com os cruzamentos, celular no trânsito, você já pode até estar cansado de ouvir mas isso não para de acontecer! Mesmo o mais cuidadoso dos condutores hora ou outra acaba deslizando nessas regras, então não se distraia!

 

Cuidado com os assaltos

  • Atenção: Esteja sempre observando o movimento ao seu redor (sem pânico!), apenas esteja atento a possíveis movimentações estranhas. Afinal, muitos motoristas acabam se distraindo no trânsito, e isso pode fazer de você um alvo fácil, tome cuidado!
  • Guarde seus bens: relógios, jóias e até mesmo o celular ficam expostos no trânsito e chamam atenção! Novamente, não há motivo para pânico. Basta deixar seus itens guardados e colocá-los em um local seguro ao chegar no seu destino.
  • Conheça seu trajeto: evite lugares desconhecidos que atrapalhem seu deslocamento preciso em situações perigosas. Conhecer o caminho a percorrer não diz respeito apenas a localização, mas também notícias do lugar e saber quais são as áreas vulneráveis. Lembre-se, sua segurança é mais importante!
  • Não se exponha: informações sobre a sua casa, trabalho ou família, vidros abertos e distrações na garagem também servem como iscas e podem causar um problema muito maior, portanto se preserve!
Segurança no trânsito: Cuidados no volante

Foto: Reprodução

Seguindo essas orientações você reduz riscos, tanto para seu carro quanto para os outros passageiros. Além disso, você pode ficar atento a muitas outras dicas, lembre-se sempre: prevenir é sempre a melhor solução para situações que não estão ao nosso alcance. Afinal, cuidado nunca é demais!

Caso essas informações tenham sido úteis, continue acompanhado nosso blog para receber mais orientações com essas. Para isso, basta preencher o formulário acima e se cadastrar em nossa newsletter!

Carros para PCD - isenção de impostos cadeirante saindo do carro

Carros para PCD: o que você precisa saber sobre a isenção de impostos para deficientes

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Todos têm direito de ir e vir, e para assegurar esse direito às pessoas que possuem deficiência física, mental ou doenças crônicas, existem leis específicas que asseguram a compra de carros para PCD (Pessoa com deficiência). A legislação não é nova: desde 1995 o decreto 8.989 está em vigor e garante, ao todo, 30% de desconto no valor de determinados veículos

Entretanto, muita gente não sabe ou tem muitas dúvidas sobre o processo de compra, que possui alguns requisitos a serem preenchidos. Por isso, no post de hoje, explicaremos quem pode comprar carros para PCD, quais doenças dão direito a esse benefício e como funciona a isenção de impostos. Confira!

 

Quais impostos são abatidos em carros para PCD?

A compra de carros para pessoas com deficiência exclui do valor total do veículo os encargos, assim como taxas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Produtos Industrializados (IPI), Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Operações de Crédito, Câmbio e Seguro (IOF). Juntos, esses abatimentos chegam a até 30% do valor do veículo escolhido.

Entretanto, não são todos os carros que podem ser comprados com as quatro isenções. Afinal, de acordo com a lei, só os veículos de até R$ 70 mil e que são fabricados no Brasil ou países do Mercosul têm dispensa de IPI e ICMS. Portanto, os carros que extrapolam esse valor só são vendidos com desconto do IPI. Já o abatimento do IOF só vale para quem possui deficiência física.


Quem pode comprar carros para PCD?

Carros para PCD - Peugeot 208 PCD

Foto: Peugeot/Reprodução

Pessoas que possuem direito a oferta de carros para PCD devem possuir, ao menos, uma das características abaixo. Além disso, desde 2013 não é preciso ser o condutor do veículo para conseguir o desconto. Afinal, o benefício foi ampliado para os parentes que auxiliam na mobilidade das pessoas com deficiência.

Para conseguir o laudo médico que garante a compra, entretanto, é preciso saber se a enfermidade ou deficiência está inclusa na lista de precisa ser comprovada através de laudo médico por especialistas ou pelo Detran. Confira quais são elas:

  • Alienação mental; amputação ou ausência de membro; artrite; artrose; autismo (familiares) e AVC (Acidente Vascular Cerebral);
  • Bico de papagaio e bursite;
  • Câncer; cardiopatia grave; cegueira (familiares) e contaminação por irradiação;
  • Deficiência mental severa ou profunda; deficiência visual; doença de Parkinson; doenças
    desconhecidas degenerativas e doenças neurológicas;
  • Esclerose múltipla; escolioses graves; espondiloartrose anquilosante e estados
    avançados da doença de Paget;
  • Fibrose cística (mucoviscidose);
  • Hanseníase; hemiplegia; hepatopatia grave; hérnia de disco; HIV positivo (se há sequela
    física ou motora) e hepatite C (se há sequela física ou motora);
  • Lordose e linfomas (se há sequela física ou motora);
  • Membros com deformidades congênita ou adquirida; moléstia profissional;
    monoparesia e monoplegia;
  • Nanismo; nefropatia grave e neoplasia maligna;
  • Paralisia cerebral (familiares); paralisia infantil; paralisia irreversível e incapacitante;
    paraparesia; paraplegia; poliomielite; problemas nos joelhos (mesmo que tenham sido
    operados) e próteses internas e externas;
  • Sequelas de talidomidas e síndrome de down (familiares);
  • Tendinite graves; tetraparesia; tetraplegia (familiares); triparesia; triplegia e tuberculose
    ativa.

Ademais, é fundamental conseguir o laudo médico que comprove a doença ou deficiência em questão. Esse é apenas o primeiro passo para o processo de compra e é imprescindível para conseguir todas as isenções.

 

Documentos exigidos na compra de carros para PCD

Além do já citado laudo médico, documentos como o RG, CPF, Carteira de Habilitação e comprovante de residência também são necessários para fazer a solicitação de isenção. Ademais, caso o solicitante não seja habilitado, é preciso entregar também a identificação do motorista, que pode ser emitida na Receita Federal.

 

Deveres do beneficiário

Além dos benefícios, o comprador de carros para PCD também tem deveres. O principal deles é que o veículo adquirido por meio de isenção não pode ser revendido antes dos quatro anos. Isso vale para quem consegue abater o ICMS durante a compra. Quem conseguiu a dispensa apenas do IPI, entretanto, tem que manter posse do veículo por dois anos. Ademais, caso a revenda seja feita antes do prazo, os impostos devem ser pagos com atualização monetária e acréscimos previstos em lei.


Deu para entender como funciona a isenção de impostos em carros para PCD? Você pode tirar mais dúvidas sobre os trâmites burocráticos para comprar um automóvel dessa forma acessando a lei específica ou fazendo uma visita a La Cité. Ademais, aproveite para conferir nossos modelos que já possuem dispositivos de acessibilidade de fábrica e contam com toda a tecnologia para facilitar sua mobilidade!

Peugeot i-cockpit: descubra um novo conceito de dirigibilidade

Por | Novidades | Nenhum Comentário

A Peugeot traz para o mercado um novo e evoluído conceito em dirigibilidade: o Peugeot i-Cockpit. Ferramentas modernas e digitais foram posicionadas de forma a revolucionar a ergonomia e a experiência do condutor. Conequentemente, têm recebido grande aceitação por parte do mercado.

Portanto, neste texto, você saberá tudo o que o i-Cockpit da Peugeot tem para oferecer a motoristas e passageiros dos novos veículos da montadora francesa. Confira!


O que é o i-Cockpit?

i-cockpit Peugeot - dirigibilidade

Foto: Peugeot

Peugeot i-Cockpit é um conceito de painel interno de alguns dos novos veículos da Peugeot. O conceito surgiu pela primeira vez no Peugeot 208, no ano de 2012. Entretanto, de lá pra cá, a montadora francesa fez uma série de testes de mercado. 

Além disso, a empresa ouviu diretamente opiniões de proprietários em todo o mundo. O intuito era saber o que deveria ser aprimorado ou mantido no novo painel de seus veículos.

O resultado disso tudo é uma experiência completa e revolucionária de dirigibilidade. Ela permite ao condutor muito mais conforto, performance e aproveitamento de seu veículo. Atualmente, a Peugeot utiliza o conceito nos carros 208, 308 e nos SUVs 2008, 3008 e 5008.


O que o i-Cockpit oferece de inovador?

Basta olhar para os painéis i-Cockpit dos carros Peugeot para reconhecer que neles há algo de diferente e especial. Afinal, o visual do i-Cockpit possui um bom gosto refinado e diferenciado, mas as vantagens vão além da estética. Dessa forma, o novo painel foi planejado para oferecer ao motorista e também aos passageiros um vasto campo de visão.

Apesar de ser alto em relação ao solo e até mesmo em relação aos bancos, o painel tem um formato e uma angulagem que permite ao motorista enxergar mais longe, bem como ver mais detalhadamente os objetos mais próximos, mantendo a segurança que um painel alto oferece em caso de acidentes.

Além disso, outro destaque é o volante. Com diâmetro reduzido em comparação com os concorrentes, o volante do i-Cockpit oferece mais precisão, conforto e menor tempo de reação aos movimentos do motorista. Apesar de menor, ele ainda é leve e de fácil manuseio.

 

Destaques

Um dos principais destaques do i-Cockpit é o painel em formato Heads-up display. Afinal, o painel de informações como velocímetro, contador de RPM e outras ferramentas foi disposto diante do motorista em uma tela digital de alta resolução completamente customizável pelo condutor do veículo para sua maior comodidade.

Com o painel Heads-Up display, fica muito mais fácil acessar os dados de sua viagem sem tirar os olhos da estrada. Porém, para o passageiro, também há uma central multimídia com tela touch. Ele possui oito polegadas e fica ao centro do i-Cockpit. Já a central oferece navegação GPS 3D e pode ser sincronizada facilmente com dispositivos Android e iOS.

A experiência de dirigibilidade proporcionada pelo novo painel permite ao motorista escolher configurações específicas para seu estilo de pilotagem. Portanto, os mais arrojados podem escolher padrões distintos em relação aos condutores mais tranquilos.

Tudo isso com amplo campo de visão e muito mais espaço para as pernas. Consequentemente, isso garante o que há de melhor em conforto e performance no seu automóvel.


Agora que você conhece os diferenciais do i-cockpit, veja algumas dicas para valorizar seu carro neste artigo que fizemos. Ademais, aproveite para assinar nossa newsletter e receber promoções e novidades La Cité Peugeot.

O que é Tabela Fipe? Entenda sua importância na revenda de carros

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Você sabe o que é Tabela Fipe? Sabe da sua importância na hora de vender um carro ou contratar um seguro? Se não, leia nosso texto e conheça sua utilidade!

O que é tabela Fipe - Peugeot 3008

Foto: Peugeot

Revender ou contratar um seguro para seu carro – seja ele seminovo ou usado – implica em saber o que é Tabela Fipe. Afinal, além de não ser uma tarefa fácil, esse processo exige muita pesquisa e envolve questões sobre os preços que precisam ser estudadas.

Por sorte, para auxiliar os compradores e vendedores nessa tarefa, existe a Tabela Fipe. Mas o que é Tabela Fipe? Vamos explicar: ela é um parâmetro utilizado na hora de negociar valores de automóveis seminovos, assim como contratação de seguros.

Apesar de parecer confuso, não há muito segredo para entender como ela funciona. Por isso, para tirar suas dúvidas, explicamos neste texto o que é essa tabela e qual a sua importância na revenda de carros. Acompanhe!

 

O que é Tabela Fipe?

É um índice baseado na coleta de dados de veículos por todo o país. Sejam carros, motos ou caminhões, os pesquisadores – em posse dos valores dos dados apurados em visitas a concessionárias e lojas de seminovos – descartam os valores mais altos e baixos obtidos durante a coleta de dados. Com isso, uma média de preço é calculada para cada marca e modelo de veículo pesquisado.

Esse parâmetro é utilizado e divulgado em todo o mercado nacional. Produzido a partir da coleta de dados colhidos em 24 estados, a pesquisa recebe mais de 125 mil cotações de 320 estabelecimentos. Além disso, a tabela Fipe é atualizada mensalmente, por isso serve como referência na hora de revender um veículo ou contratar seguros.

 

Como surgiu?

Criada em 1973, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) tem como objetivo produzir estatísticas para a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEA/USP. Atualmente, a instituição presta serviços para o governo e empresas privadas através de seu principal produto: a Tabela Fipe.

A tabela apura os preços de veículos para o segmento de carros e utilitários fabricados a partir de 1985. Para caminhões e micro-ônibus, os modelos avaliados são os produzidos a partir de 1981. Já para motos, triciclos e quadriciclos, a amostragem considera os que foram feitos a partir de 1990.

 

Como Funciona?

Com os veículos de quilometragem zero, é apurado o preço médio das versões básicas, com itens opcionais, intermediárias e completas. Entretanto, algumas variáveis são consideradas na hora de negociar um carro com base na Tabela Fipe. Tais quesitos elevam ou diminuem o valor do veículo. Veja os principais:

  • Quantidade de quilômetros rodados;
  • Estado do veículo;
  • Cor do veículo;
  • Itens opcionais: bancos de couro, teto solar, computador de bordo, entre outros.

Exceções

O cálculo da tabela Fipe descarta os veículos vendidos para frotistas, órgãos governamentais, que passaram por processo de blindagem ou são personalizados com conversão de motor – a exemplo de  ambulâncias – além de automóveis customizados.

Ademais, os carros importados de forma independente, sobretudo os de marcas não consolidadas no mercado, também são desconsiderados pela tabela.

Entretanto, é importante ressaltar que seu uso não é obrigatório na hora de revender. Afinal, cada empresa utiliza regras específicas em relação aos preços praticados. O que é avaliado, principalmente, é a situação atual do carro. Por esse motivo, por mais que exista a tabela, ela é usada apenas como norte na hora de precificar os modelos.

Renova Peugeot

Para quem troca de modelo após um certo período ou quer garantir uma boa revenda, pode aderir ao programa Renova Peugeot. Considerado o melhor plano de fidelização e recompra do mercado, nele, o cliente obtém contratualmente a garantia de recompra e valorização do seu Peugeot.

Você poderá, em 30 meses, trocar seu carro por um zero quilômetro. Isso porque a rede de concessionárias se compromete a receber o veículos adquiridos através desse plano, na troca de um veiculo novo, por até 85% do preço avaliado pela tabela FIPE.

Entendeu como a Tabela Fipe funciona? Para saber a média de preço de cada veículo, basta acessar o site da Fipe clicando aqui e fazer uma busca pelo automóvel que se deseja adquirir ou vender.


Ademais, aproveite para conferir nosso post sobre valorização de carros para saber como deixá-lo mais atrativo na hora de revender! Por fim, se cadastre em nossa newsletter pelo formulário aí em cima para receber novidades e promoções da La Cité Peugeot.

Valorização de carros: como tornar seu veículo mais atrativo na hora do repasse

Por | Novidades | Nenhum Comentário

Tornar o carro atrativo para venda pode ser impossível se você não tomar alguns cuidados. Confira dicas de valorização de carros e deixe seu veículo mais rentável

Não é só na hora de comprar um automóvel que se deve ficar atento à valorização de carros. Afinal, um carro bem conservado vale mais, mas não é só isso que irá torná-lo um bom negócio para o futuro comprador.

É preciso entender que pequenos detalhes fazem muita diferença nessa hora. Além disso, que certos cuidados devem ser tomados durante todo o período de uso do carro, não apenas quando você quiser trocar de automóvel.

Afinal, quanto melhor o veículo estiver, mais ele valerá. Por isso, no texto de hoje, listamos alguns cuidados que você precisa tomar caso deseje que seu carro seja vendido rápido e por um bom valor. Com essas dicas de valorização do veículo, você conseguirá vendê-lo com facilidade. Aprenda a tornar seu automóvel seminovo um excelente cartão de visita!

 

Revisões obrigatórias e programadas

Foto: Reprodução

Fazer manutenções periódicas no carro é fundamental para quem deseja revendê-lo. Afinal, é altamente recomendado que as revisões sejam feitas a cada 10 mil quilômetros rodados ou um ano de uso. Porém, além de fazê-las, guarde todos os comprovantes e os apresente durante a negociação. Só dessa forma você passa confiança para o vendedor e valoriza seu veículo.

 

Item opcional é um diferencial

Sabe aquele trio elétrico que você preferiu não incluir na hora da compra do carro? Eles fazem muita diferença na hora de revendê-lo. Afinal, ninguém hoje em dia utiliza manivela para descer o vidro, certo? Sobre os alarmes então, nem se fala. Por isso, preze por esses itens na hora da compra.

 

Incrementos só de fábrica

Se não deu pra acrescentar o teto solar ou o computador de bordo que você queria em seucarro, não faça esse incremento em outro local que não seja a fábrica da concessionária.

Além de o resultado não ficar esteticamente parecido com o que você obtém com a fabricante, podem ocorrer problemas que irão desvalorizar muito o seu carro. Ainda há o perigo de o veículo ser prejudicado em quesitos como sustentação e ergonomia.

 

Detalhes na valorização de carros

Você deve saber que a apresentação do carro conta muito na hora de vender. E isso vale, inclusive, para pequenos detalhes, como os frisos e logos do veículo. Afinal, não ter esses itens no automóvel dá a impressão de que ele sofreu batidas ou acidentes e foi consertado sem capricho.

Você não vai querer que isso aconteça. Se os compradores em potencial percebem esses detalhes (e eles sempre percebem) pode ser que a venda seja perdida. Por via das dúvidas, é melhor manter os cuidados com o carro e, caso ocorra alguma batida, levar para a concessionária e substituir o que foi danificado por peças originais.

Além disso, itens como a chave reserva do veículo e o manual do proprietário também são itens que, caso estejam bem conservados, mostram a preocupação do dono do carro com seu bem.

 

Pneus e faróis

Valorização de carros - Pneu de carro Peugeot

Foto: Reprodução

 

Os pneus também são observados na hora da venda. Por isso, quando for trocá-los, dê preferência aos originais, fabricados pela própria marca. O mesmo vale para os faróis: se eles não forem originais, a integridade do carro será questionada.

O barato sai caro, e no caso dos faróis, pode lhe custar R$ 500 ou mais. Portanto, o ideal é que quando o automóvel precisar de conserto, ele seja encaminhado para a assistência técnica especializada.

 

Cuidados com o interior

Valorização de carros - limpeza e conservação de automóvel

Foto: Reprodução

De nada adianta prezar pelo cuidado na parte externa do veículo se, ao entrar, ele se encontra mal cuidado. Afinal, carro sujo por dentro é sinônimo de descuido. Por isso, tenha muito cuidado com manchas nos estofados e faça de tudo para mantê-lo limpo.

Se a película insulfilm estiver caindo troque-a por outra, leve-o a um lava jato sempre que for preciso ou ao menos uma vez ao mês e evite comer dentro do veículo. O desleixo também contribui para a não valorização de carros.

 

Onde vender?

Valorização de carros - Concessionária Peugeot

Foto: Reprodução

Por fim, escolha bem onde revender. Para os carros da Peugeot, por exemplo, existe o Renova Peugeot. Nesse modelo de financiamento, o cliente dá 30% de entrada num financiamento pelo Banco Peugeot e, a partir do trigésimo mês de uso, a concessionária paga 85% da valorização de carros praticada pela Tabela Fipe, caso o cliente deseje trocar seu carro.


Viu que cuidar bem de seu carro é fundamental para ter um bom retorno? Caso você tenha se interessado pelo programa Renova Peugeot, agende um Emotion Drive na La Cité e sinta a experiência premium de dirigir um Peugeot. Além disso, para receber mais dicas como essa, assine nossa newsletter e receba nossas novidades e promoções!